segunda-feira, janeiro 28, 2008

Chúxī (除夕)

Liu Pai Lin viu Tchi A Mat na estação de trem da cidade de Tao Kung Chuan, China setentrional. Tchi A Mat estava parada na plataforma de Tui Shou. Apenas para passar o tempo enquanto esperava o trem, desenvolvia uma solitária luta coreografada em câmera lenta. Liu Pai Lin ficou encantado com a beleza do corpo de Tchi A Mat quando ela saltou sobre os trilhos e ricocheteou rumo à parede leste da estação, andando cerca de doze metros no teto enquanto se concentrava num item específico das palavras cruzadas Koh Q Telu: “Uma das três áreas do conhecimento da medicina tradicional chinesa que integram o conjunto das práticas milenares taoístas (5 letras)”:

- “Tai Na”, ela disse em voz alta e escreveu no espaço devido, deslizando do teto pela parede para voltar suavemente ao ponto de origem de sua breve série acrobática. Bocejou.

Foi neste instante que Liu Pai Lin criou coragem para cortejá-la. Respirou fundo e aspirou forte em kiai, tremendo a cabeça. Pôs-se a andar suavemente, deslizando os pés sem retirá-los do chão. Assim que se aproximou de Tchi A Mat, percebeu que em seus cabelos havia um pequeno ninho de grous-de-pescoço-negro, onde uma dedicada mãe alimentava três filhotes. Liu Pai Lin ficou extasiado ao ver os pássaros tão tranqüilos após aquela movimentada série acrobática.

Estava a dois passos de Tchi A Mat quando o trem chegou. Suas portas se abriram e exatamente um bilhão, quatrocentos e noventa e três milhões, setecentos e cinqüenta e quatro mil, cento e dezevone chineses desceram naquela estação, arrastando nossos dois protagonistas para fora da plataforma e além. Tchi A Mat e Liu Pai Lin foram empurrados pela enxurrada humana por dezessete longos anos planeta Terra afora. Durante este período, Liu Pai Lin conseguiu se comunicar com Tchi A Mat, ora gritando interjeições, ora fazendo sinais. Completaram as palavras cruzadas de Tchi A Mat apenas dois anos depois que as portas do trem se abriram. Quando completaram dezessete anos de arrasto, chegaram ao outro lado da estação. Poderiam enfim conversar em paz.

Liu Pai Lin a fitou e sorriu. Caminhou até ela e disse:

- Uma das três áreas do conhecimento da medicina tradicional chinesa que integram o conjunto das práticas milenares taoístas com 5 letras não é “Tai Na”. É “Tao In”.
- Não importa – ela respondeu – Perdi minha Koh Q Telu no quinto ano de nossa jornada.
- Os grous-de-pescoço-negro estão bem? – perguntou Liu Pai Lin.
- Sim – ela respondeu – E já estão na trigésima quarta cria.
- Assim será conosco, Tchi A Mat – disse Liu Pai Lin. apertando Tchi A Mat em seus braços enquanto ela serpenteava uma nova coreografia acrobática.

Daquele amor nasceram 23 filhos ilegais.
Estes lhes deram 457 netos ilegais.
Coroando o amor dos avós, 9140 bisnetos ilegais foram celebrarados.

Nosso casal original viu apenas o nascimento do primeiro de seus 27423 tetranetos ilegais, o pequeno Yo-Zhang. Nasceu no dia do ano novo chinês e, no futuro, seria o primeiro chinês a receber o prêmio Nobel de Literatura. Ele era estéril e gostava de grous-de-pescoço-negro ao molho shoyu acompanhados de rato à milanesa. Era um cara legal e nunca andou de trem.

Marcadores: , , ,

Adicione este post ao del.icio.usAdicione este post ao TechnoratiAdicione este post ao DiggAdicione este post aos favoritos do GoogleAdicione este post ao stumbleuponAdicione este post ao facebookAdicione este post ao LinkkAdicione este post ao UêbaAdicione este post ao diHITT

15 Comentários:

  • prrrrrrrimerrrrrrrrraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...

    Por Anonymous alemão, às 2:15 AM, janeiro 28, 2008  

  • DROGA! Só teve nascimento. Humpf!
    E eu não como sushi. Humpf!

    Por Anonymous zé luiz, às 3:53 AM, janeiro 28, 2008  

  • hahahaha... como é bom começar a semana com muita risada. sabia que o Liu Pai Lin morou no meu bairro?
    e essa do "Koh Q Telu" é ótima.
    mais engraçada ainda é a enxurrada humana de exatamente um bilhão, quatrocentos e noventa e três milhões, setecentos e cinqüenta e quatro mil, cento e dezevone chineses desceram naquela estação.
    hahahaha...

    booom, muito booooom mesmo.

    dr. banner, alguém já disse aqui inúmeras vezes: Vc é vc.

    Por Blogger Alice, às 8:02 AM, janeiro 28, 2008  

  • Esses meus amigos chineses, entra ano, sai ano e sempre a mesma história!

    Banner, você preservou os nomes originais?

    Por Blogger Dr. Gori, às 1:53 PM, janeiro 28, 2008  

  • Pô Gori, claro! E ó, garanto que não haverá problema, porque eu mesmo achei que fossem todos a mesma pessoa, mas com múltiplas personalidades. Como são parecidos, mano!

    E Alice... Pô, valeu, ninja! Fiquei vermelho. É sério mesmo, bata no Google "Hulk Vermelho" pra você ver.

    Amplexos!

    Por Blogger Dr. Banner, às 2:01 PM, janeiro 28, 2008  

  • grous-de-pescoço-negro me pareceu uma palavra tão, tão...como poderia dizer...maliciosa.(???)Ainda mas levando em consideração o grande número nascimentos.

    Por Blogger Cláudia, às 3:49 PM, janeiro 28, 2008  

  • O "o grande número de nascimentos" tem o dedo do Albieri, Cláudia. Talvez literalmente; nunca se sabe o que se passa na cabeça daquele maluco...

    Amplexos!

    Por Blogger Dr. Banner, às 4:41 PM, janeiro 28, 2008  

  • onde entra o jet li:::

    Por Blogger fran, às 12:42 AM, janeiro 29, 2008  

  • onde entra o jet li:::

    Por Blogger fran, às 12:42 AM, janeiro 29, 2008  

  • Tai na é a indiazinha da Amazônia.
    Adoro histórias de amor. Até as histórias de amor nonsense.

    Por Blogger Carola, às 11:31 AM, janeiro 29, 2008  

  • Nossa!!!O dedo do Dr.Albieri é literalmente muito "poderoso", isso pra não dizer obscenidades.Imagina só o ...resto.

    Por Blogger Cláudia, às 3:23 PM, janeiro 29, 2008  

  • Fran, o problema aqui foi pular o clímax, foi o Jet Li que construiu um abrigo para todos usando só os pés porque as mãos estavam carregando sacos de areia.

    Carola, você está confundindo, aquela é a Tainá, esse é o Tai na, que na verdade é o Tao in, é muito diferente. Em chinês a pronúncia é de Tai na é Hao shin li wooy mao mao.

    Claudia, não falemos de tamanho, sou japonês pô!

    Por Blogger Dr. Gori, às 4:07 PM, janeiro 29, 2008  

  • Dr.Gori sem querer te ofender mas a minha curiosidade é mesmo com o Dr.Albieri, levando em consideração o meu comentario no post anterior digo que o "dedo" seria de grande valia.ahá

    Por Blogger Cláudia, às 4:51 PM, janeiro 29, 2008  

  • Cláudia, isso porque você não conhece o Dr. Karas.

    Ele já até comprou uma ilha com o dinheiro provindo do sucesso de seu dedo... e eu não estou falando de Bamboocha ou Bambuluá, apesar da conotação libidinosa.

    Por Blogger Dr. Jekyll, às 6:26 PM, janeiro 29, 2008  

  • Essa foi tão boa que eu não vou nem fazer piadinhas.
    Viva a Caverna do Dragão!

    Por Anonymous destino, às 1:51 AM, fevereiro 05, 2008  

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Voltar para a Página Inicial


Jujubinhas Sortidas: Alien | Aviso | Blogueiro Convidado | Deficiência | Entrevista | Errata Comics | Humor | Imagem | Morto do Dia | Passatempo | Religião | Sexo
© Copyright 2006-2009, Blog Revista Errata - Humor Nonsense