terça-feira, novembro 14, 2006

PERNAMBUCO

Definitivamente, São Paulo não tem nada a ver com Pernambuco. Há dois anos eu tinha uma vizinha, uma senhora de 60 anos que parecia ter 26 e que vivia sofrendo por causa das samambaias que seu primo lhe dava todo ano por influência do cunhado, um fazendeiro. Não me pergunte como aquela senhora tinha aparência de 26.

Esse fazendeiro negociava porcos com a irmã que vivia em Manaus com o marido e mais dois filhos. Um era vesguinho e o outro era gaguinho; tem gente que não tem sorte com filhos. O gaguinho tinha um primo cuja mãe, uma senhora de 55 anos com aparência de 55 mesmo, era viciada em óculos escuros. Ela colecionava desde os de plástico até os de marcas recohecidas mundialmente. Seu marido morava em São Paulo e mandava dinheiro para a família. Ele mandava por um banco cuja burocracia não tinha nada a ver com a burocracia de Pernambuco.

Esse marido tem um tio ladrão que já roubou até da mãe ou da avó, que aparenta ter 80 anos sendo que tinha só 70, ou 71, não sei direito. Esse tio ladrão já havia roubado muitas coisas antes de ser preso, por isso ele é ladrão. Aliás, a prisão em São Paulo não tem nada a ver com a de Pernambuco. Na prisão ele conheceu um policial que tinha o mesmo nome que o dele e ficaram muito amigos. A amizade deles não foi igual a uma amizade de Pernambuco. O filho desse policial também é vesgo mas é muito esperto, faz faculdade de biologia e tinha um grupo de amigos com problemas alcoólicos. Nem todos tinham problemas alcoólicos; o mais velho, por exemplo, que parecia não ser tão velho assim, só bebia refrigerante dietético, de preferência com limão. O fazendeiro, que não era vesgo, tinha uma plantação de limões mas nunca ganhou dinheiro com isso; ele ganhava dinheiro com laranjas que, de longe, não tinham o mesmo gosto das de Pernambuco.

Por falar em laranja, tem um cara que trabalha comigo no escritório, de mais ou menos 35 anos, que vive falando de moda, de carros, de carreira e de vesgos. Segundo ele, seu pai, que mora em Pernambuco, tem um padrão de vida melhor do que a mãe, vesga, que vive em São Paulo. Ele é um chato e, na minha opinião, ele é bicha... E é meio vesgo.

Marcadores: , ,

Adicione este post ao del.icio.usAdicione este post ao TechnoratiAdicione este post ao DiggAdicione este post aos favoritos do GoogleAdicione este post ao stumbleuponAdicione este post ao facebookAdicione este post ao LinkkAdicione este post ao UêbaAdicione este post ao diHITT

0 Comentários:

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Voltar para a Página Inicial


Jujubinhas Sortidas: Alien | Aviso | Blogueiro Convidado | Deficiência | Entrevista | Errata Comics | Humor | Imagem | Morto do Dia | Passatempo | Religião | Sexo
© Copyright 2006-2009, Blog Revista Errata - Humor Nonsense