quarta-feira, maio 23, 2007

Os três reis magos

Oi. Que vontade de falar dos três reis magos... Na verdade, quando começaram sua marcha rumo ao bebê Jesus eram 186 reis magos, mas como começaram correndo, alguns foram desistindo. E os três que sobraram nem eram tão magos assim. Um deles só sabia adivinhar qual era a carta escolhida, mas correndo, nem isso ele conseguia.

Jesus nasceu com 2,87kg em Belém (Judéia), à zero hora (Brasília), de parto normal e com uma mancha mongólica nas costas, que à época era conhecida como mancha sagrada. Nesse mesmo momento, os três reis magos vindos do Oriente chegaram a Jerusalém e disseram: "Mais um passo e eu desisto". Curioso que a esta notícia o rei Herodes reagiu perturbado, os sacerdotes reagiram perturbados e toda Jerusalém reagiu perturbada. Foi uma perturbação geral. Um recorde de perturbação. Nunca tanta gente reagiu perturbada ao mesmo tempo. Foi o dia mais perturbado do ano. Foi assim, digamos, super perturbado! Com exceção de um escrivão: ele era calmo.

Em Jerusalém, os três fatigados reis magos seguiram a estrela Halley, que os levou até Jesus. Este recebeu com indiferença infantil os presentes que os reis traziam, mas ainda assim foi homenageado. Os reis magos ficaram ali depois da celebração, meio sem jeito, sem saber o que fazer. Visita em festa íntima é sempre complicado. Acabaram esquecidos ali e ficaram fazendo sala uns para os outros durante tanto tempo que morreram. Depois de seguirem sinais, profecias, milagres, estrelas e perturbações, eles perderam a iniciativa. Ficavam esperando algum sinal divino avisar até que a janta estava pronta. O que importa é que as últimas palavras do rei Huguinho foram “mi-mis-missão cu-cumprida”. A ignorância coletiva daquela época meteu-lhe a pecha de gago. Já o rei Luizinho não morria de jeito nenhum, o que deixou o rei Herodes muito cismado e isso deixou os sacerdotes cismados, o que deixou toda Jerusalém cismada. Foi uma cisma geral. Um recorde de cisma. Nunca tanta gente ficou cismada ao mesmo tempo. Foi o dia mais cismado do ano. Foi assim, digamos, super cismado! Com exceção da mulher do escrivão: ela confiava nele.

Marcadores: , ,

Adicione este post ao del.icio.usAdicione este post ao TechnoratiAdicione este post ao DiggAdicione este post aos favoritos do GoogleAdicione este post ao stumbleuponAdicione este post ao facebookAdicione este post ao LinkkAdicione este post ao UêbaAdicione este post ao diHITT

11 Comentários:

  • Sobre sua dúvida lá em casa:
    Maradona fez uma participação especial numa peça de Teatro chamada "Último Tango em Salvador" estrelada por Maria Betânea que fez um grande sucesso da capital baiana. Maradona fazia um personagem que só vivia bêbado e drogado. Numa das cenas. Dieguito meio doidão, mistura ficção com realidade, e passa a mão na bunda da Betânea que ficou muito revoltada dizendo:
    -Meu time é outro, ô Muchacho. E o ameaço como uma navalhada caso ele repetisse o ato lidibinoso.
    Foi esse o contexto.

    Ficou convencido?

    Abs

    Por Blogger Serjão, às 10:09 AM, maio 23, 2007  

  • Era Jerusalém ou Patópolis? He, he, he.
    Cheers

    Por Anonymous Hank, às 10:26 PM, maio 23, 2007  

  • Serjão, pela descrição esta peça teatral só pode ser obra de ficção. Sem dúvida. Com certeza. Eu acho...

    Hank, é verdade. Tinha pato à beça nessa história. Com laranja! Sem dúvida. Com certeza. Eu acho...

    Amplexos!

    Por Blogger Revista Errata, às 3:07 AM, maio 24, 2007  

  • Rapaz, espero que você esteja preparado para receber mensagens furiosas de religiosos xiitas. esse povo não gosta quando mexem nos mitos, sabe como é...faltou só o Tio Patinhas (ele daria um ótimo Herodes!)

    Por Blogger Walter Carrilho, às 10:13 AM, maio 24, 2007  

  • Walter, quando isso acontecer a gente mete o pau no Diabo, porque com esse a gente tem intimidade. Tem também uma história de um contrato vitalício, cerveja na faixa e 20kg de doce de abóbora, mas a gente tá esperando a contraproposta divina; se rolar o lance das 72 virgens, este blog será ponto de encontro evangélico. Pago por minuto, lógico.

    Amplexos!

    Por Blogger Revista Errata, às 1:45 PM, maio 24, 2007  

  • Na verdade, nao foi bem assim... eu fiz parte dessa caminhada para assistir o nascimento do divino. Daí que surgiu o nome "caminho de Santiago". Aliás, não eram 186. Eram 300. E de ESPARTA!
    Grande beijo. Adri

    Por Anonymous Adri, às 10:38 PM, maio 26, 2007  

  • Mas Adri, o "Caminho de Santiago" dá no Paraguai ou na Bolívia, eu nunca lembro, não em Jesus. Nem todos os caminhos levam a Ele. Muitos dão em Roma. Pergunte aos espartanos. Ou aos corinthianos. Só não pergunte aos evangélicos de barba rala, porque eles gostam de dar trotes.

    Ósculos!

    Por Blogger Revista Errata, às 1:43 AM, maio 27, 2007  

  • hahahahahahahahahahah... na verdade mesmo, eram todos ciganos. Já que cigano vai pra qualquer lugar.
    Boa semana. Beijo, Adri

    Por Anonymous Adri, às 10:30 PM, maio 27, 2007  

  • Na verdade eram tres travestis que eu tinha encontrado na noite anterior no pernil do estadão. kiss

    Por Anonymous Ocupado, às 11:26 PM, maio 27, 2007  

  • Pô Carlos, pra quê mencionar a minha família?

    Por Blogger Revista Errata, às 1:54 AM, maio 29, 2007  

  • Passou de 10, a gente já pode comemorar chefe?

    Por Blogger Revista Errata, às 12:36 PM, maio 29, 2007  

Postar um comentário

Links para este post:

Criar um link

<< Voltar para a Página Inicial


Jujubinhas Sortidas: Alien | Aviso | Blogueiro Convidado | Deficiência | Entrevista | Errata Comics | Humor | Imagem | Morto do Dia | Passatempo | Religião | Sexo
© Copyright 2006-2009, Blog Revista Errata - Humor Nonsense